Novidades do Blog

Você está em Home Blog
3 abr

Como acalmar o bebê agitado? Descubra nesses 8 passos

Se o seu pequeno está muito agitado, pode estar indicando que algo o incomoda. Descubra nesse texto 8 passos que vão te ajudar a acalmar o bebê.

Uma das primeiras dúvidas dos pais de primeira viagem é como acalmar o bebê em um momento de choro e agitação.

Principalmente nos três primeiros meses de vida.

Pois é um período de adaptação para os adultos que agora se veem como responsáveis, quanto para o bebê que está inserido em um novo mundo cheio de novos estímulos que ele não estava acostumado.

Afinal ele passou nove meses em um ambiente totalmente diferente e sendo embalado pelo ventre da sua mãe.

Assim, quando algo incomoda o bebê, ele usa o choro (a única forma de comunicação que ele conhece) para evidenciar qualquer coisa que  esteja o importunando.

Ou seja, quando sentir fome, dor, cansaço, fraldas molhadas, frio, calor, entre outros diversos fatores.

Além disso, os bebês anseiam por carinho, “conversar com alguém” e companhia para não se sentirem sozinhos.

Por isso, o primeiro passo para acalmar o bebê agitado é satisfazer suas necessidades básicas e ficar próxima a ele.

Dessa forma, pensamos em alguns passos para te ajudar a acalmar o bebê que está muito agitado. Confira abaixo!

Como acalmar o bebê – Acompanhe nesses 8 passos!

Mantenha a calma

Um choro de bebê incessante pode deixar os pais realmente exaustos e sem paciência.

Por isso, peça alguém que fique com o bebê por um momento e tente manter a calma.

Afinal, o bebê pode sentir alguma reação de impaciência e isso pode deixá-lo ainda mais irritado.

Balance o bebê

Com o propósito de acalmar o bebê, balance-o com movimentos leves, em um ritmo regular e delicado.

Além disso, deixe a cabeça dele levemente livre e apoiada para que se mexa suavemente com o movimento.

Você pode testar diferentes movimentos para que o seu bebê fique mais tranquilo, como:

  • Balance o bebê em seus braços;
  • Dê “toquinhos” nas costas do bebê, com a palma da mão;
  • Segure o pequeno em uma cadeira de balanço;
  • Caminhe com ele;
  • Balance seu filho em um berço;
  • Ande lentamente pelo quarto com o pequeno no colo.

Enrole o bebê

Inicialmente, embrulhe a criança em um cobertor. Assim, o bebê se sentirá mais seguro e confortável, como no ventre da sua mamãe.

Você pode embrulhar o seu pequeno da seguinte forma:

  • Abra o cobertor em uma superfície plana;
  • Dobre um dos cantos e coloque a cabeça da criança sobre a dobra;
  • Enrole um lado do cobertor em volta do bebê, imobilizando o braço dele;
  • Pegue a parte logo abaixo dos pés dele e puxe para cima, amarrando na parte superior do cobertor, que está presa;
  • Enrole o outro lado do cobertor e passe-o em volta do bebê, imobilizando o outro braço.

Mas faça isso com um cobertor pequeno e leve, permitindo que o pequeno fique bem preso e não consiga se irritar ao mexer braços e pernas.

Além disso, é fundamental garantir que ele não está excessivamente embrulhado e de barriga para cima, para afastar o risco da Síndrome de Morte Súbita Infantil ou de asfixia.

Lembre-se também de tirar a chupeta, permitindo que a respiração fique livre.

Coloque o bebê de lado

Essa posição pode ser outra maneira de acalmar o bebê.

Deite o bebê de bruços com o lado esquerdo do corpo sobre o seu braço.

Às vezes, isso é o suficiente para que a criança se acalme, pois a posição ajuda a aliviar as cólicas facilitando a eliminação dos gases.

Mas não coloque o bebê no berço nessa posição, se ela virar e ficar de barriga para baixo, a chance de Síndrome de Morte Súbita Infantil (SMSI) aumenta consideravelmente.

Faça um som leve

Um som diferente pode ser o suficiente para interessar o bebê e aliviar o incômodo que sentia.

Assim, você pode procurar no ambiente um barulho ou som interessante, ou você mesmo pode emiti-lo.

Por exemplo, alguns sons podem deixar o pequeno mais confortável:

  • Um canto bem baixinho;
  • Sussurros;
  • Fazer “shh” repetidamente;
  • O rádio com ondas estáticas;
  • O barulho de uma torneira;
  • A melodia de uma música leve;
  • Sons da natureza.

A fim de tranquilizar seu bebê, adote um tom de voz baixo, apenas um pouco mais alto do que o choro da criança.

Mas vá diminuindo o volume até que esteja correspondente ao do bebê.

Estimule a sucção para acalmar o bebê

Os bebês têm necessidade de sugar, por isso se ele estiver inquieto, pode ser que queira chupar algo.

Você pode oferecer uma chupeta, o próprio polegar ou até o seu mindinho. Caso ele já tenha alimentado a pouco tempo.

Dê um banho quente no pequeno

O banho pode ser a melhor opção para acalmar alguns bebês.

Afinal, um bom banho relaxa o corpo, fazendo com que se sintam menos tensos, assim como em adultos.

Além disso, como geralmente damos o banho no bebê antes de dormir, ele se sentirá preparado para a soneca.

Mas a técnica não funciona em todas as crianças, alguns bebês podem ficar ainda mais agitados após um banho. Observe a reação do seu pequeno.

Mude o ambiente

Uma das formas de acalmar o bebê pode ser a mudança de ambiente.

Afinal, alguns outros elementos pode fazer com que ele se distraia e esqueça a irritação.

Dessa forma, basta ir com o pequeno para outro quarto ou ficar perto da janela, mostrando a parte externa da casa e a rua.

Além disso, você pode levá-lo para olhar o aquário, ligar o ventilador de teto, ir até o quintal ou varanda, dar um novo brinquedo a ele.

 

Os passos que listamos aqui são apenas algumas das diversas opções de acalmar o bebê.

Cada bebê se comportará de uma forma e é preciso identificar quais atividades ajudam ele a se acalmar.

Afinal, nenhuma dessas dicas é uma regra e pode ser que não sirva para uma criança.

Por fim, o que você acha de compartilhar esses passos para acalmar o bebê irritado com outras mamães e papais?

Compartilhe em suas redes sociais e fique atento aos próximos artigos do blog do Melpoejo!