Novidades do Blog

Você está em Melpoejo Blog
20 jul

Vacina da gripe para crianças: entenda sua importância

Embora bastante recomendada, a vacina da gripe para crianças não é obrigatória no calendário de vacinas brasileiro. No entanto, ela é essencial especialmente para quem faz parte do grupo de risco, que inclui as crianças com idade entre 6 meses e 5 anos.

Como vimos recentemente, as crianças foram um dos públicos alvos da campanha de vacinação contra a gripe. Isso porque a vacina da gripe para as crianças é fundamental para proteção contra o vírus Influenza.

Como seu sistema imunológico ainda está em desenvolvimento, e não consegue oferecer uma ação rápida contra o invasor, os pequenos são muito afetados.

Dessa forma, caso o Influenza atinja uma criança, existe uma chance maior do quadro se agravar e evoluir para uma pneumonia ou em outro caso mais grave.

Nesse texto, reunimos as principais dúvidas a cerca da gripe em crianças e como a vacina é essencial para prevenção dos pequenos.

O que é a gripe?

A gripe é uma infecção dos pulmões e vias aéreas transmitida pelas gotículas de saliva na tosse ou no espirro de uma pessoa que está infectada.

Ou seja, os vírus presentes nas gotículas são liberados pelo nosso corpo quando tossimos, espirramos, falamos, etc.

Além disso, o período de contágio da gripe pode começar até dois dias antes dos sintomas ficarem aparentes.

Por isso, muitas vezes o contato com o vírus é inevitável, já que mesmo a pessoa doente pode não saber que está infectada, pois não apresentou os sintomas ainda.

Principais Sintomas

Os sintomas surgem de forma súbita e podem indicar o início da gripe, como indisposição, dor de cabeça, calafrios, dor de garganta e coriza excessiva.

A doença pode evoluir para sintomas como:

  • Febre;
  • Dor no corpo;
  • Tosse seca;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Rouquidão;
  • Olhos avermelhados e lacrimejantes.

A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Apesar de os outros sintomas aliviarem com a progressão da doença, os sintomas respiratórios aumentam e mantêm-se de três a cinco dias após o fim da febre.

Gripe ou Resfriado

Apesar dos sintomas do resfriado serem parecidos com os da gripe, eles são mais brandos e, geralmente, tem uma duração menor – entre dois e quatro dias.

Nesse caso, a febre é menos comum e, quando presente, ocorre em temperaturas baixas.

Vacina da Gripe para Crianças

Ao longo da vida, nosso sistema imunológico vai adquirindo a capacidade de combater os vírus com que entramos em contato, evitando que eles se instalem em nosso organismo.

As crianças têm mais gripes e resfriados porque seu sistema imunológico está em formação: ele ainda não possui tantas ferramentas para defender-se contra vírus.

Pelo mesmo motivo, as crianças tendem a ter mais complicações causadas pela gripe.

Com o intuito de prevenir a doença nos grupos de risco, Ministério da Saúde promove a imunização contra a gripe para toda a população, com prioridade para as seguintes pessoas:

  • Pessoas com mais de 60 anos;
  • Doentes Crônicos;
  • Gestante;
  • Mães no pós-parto;
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
  • Portadores de condições especiais;
  • Professores;
  • Profissionais da Saúde.

Por isso é tão importante aplicar a vacina da gripe em crianças entre 6 meses e 5 anos. Ela é a melhor e mais segura forma de se proteger contra a doença e suas complicações.

Prevenção da gripe em crianças

Como o vírus se modifica anualmente e as crianças são um grupo de risco, a vacina deve ser reforçada todos os anos.

Além da vacina, alguns tipos de alimentos na dieta podem ajudar a reforçar o sistema contra o vírus.

A combinação de alimentos nutritivos tem o poder de deixar uma pessoa saudável e com uma imunidade forte.

Durante a gripe é importante aumentar a ingestão de calorias e líquidos. Pois, o corpo aumenta o metabolismo para compensar o desgaste no combate contra a doença.

É comum perdermos o apetite quando estamos gripados e não querermos ingerirmos nada.

Por isso, os melhores alimentos são chás, sopas, frutas e legumes crus ou cozidos que reforçam o sistema e são práticos de serem consumidos.

Além disso, algumas dicas podem ajudar a evitar o contágio da gripe:

  • Lave sempre as mãos;
  • Dê preferência a lenços descartáveis e sempre descarte após o uso;
  • Mantenha o ambiente ventilado;
  • Tente tapar a boca no seu ombro ao tossir e espirrar;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como copos e talheres;
  • Evite o contato (abraços, beijos, aperto de mão) com a pessoa doente;
  • Fique longe de aglomerações em épocas de muito frio e oscilações de temperatura.

É possível que, mesmo depois de todo o tratamento e prevenção, a gripe volte a atacar.

Por isso, é importante trabalhar com o pequenino as medidas de prevenção e acompanhar as datas da Campanha de Vacinação contra a Gripe anualmente.

blog melpoejo

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria